Destaques, Notícias › 02/03/2017

Quaresma: ‘Tempo de conversão e tempo de esperança’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, presidiu a missa com o rito de imposição das cinzas e início da Quaresma, na Catedral da Sé, na tarde desta quarta-feira, dia 1º.

A celebração marcou o início do tempo quaresmal para todos os católicos, um itinerário de quarenta dias para reanimar em todos a graça batismal, um momento de preparação para a solene celebração da Páscoa.

Com a ajuda da Campanha da Fraternidade deste ano, que traz o tema “Biomas brasileiros e  defesa da vida”, a Igreja indica a proteção dos biomas como um gesto concreto de conversão que passa também pelo cuidado com a Casa Comum.A missa contou com a presença do Cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito, dos bispos auxiliares Dom Luiz Carlos Dias, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Belém e Dom Devair Araújo da Fonseca, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia e Vigário Episcopal para a Pastoral da Comunicação.Também participaram da missa diversos padres e diáconos do clero Arquidiocesano, seminaristas, religiosos e religiosas, e leigos e leigas vindos das diversas regiões episcopais.

Na homilia, Dom Odilo recordou que a Quaresma é um tempo de penitência e de conversão. “A penitência ajuda a nos convertermos mais e mais para Deus; nos ajuda a recordar a nossa conversão a Deus que é essencial”. E completou: “É tempo de conversão, é tempo de esperança”, afirmou o arcebispo.

Cardeal Scherer enfatizou que durante este tempo litúrgico todos são convidados a viver os “exercícios quaresmais” do jejum, da esmola e da oração.Sobre o jejum ser sóbrios no alimento e partilhar o pão com quem tem fome. E alertou “nosso jejum não é exercício de emagrecimento e nem dieta, o jejum está ligado ao bem, a fraternidade e a justiça”, declarou.

Sobre o 2º exercício quaresmal: “A esmola é toda a atenção e toda a caridade com o próximo”. Dom Odilo incentivou as paróquias e comunidades a retomarem as obras de misericórdia, como por exemplo, ajudarem na iniciativa do Projeto Vida Nova, organizado pela Missão Belém.

Oração: Este também é o tempo favorável para buscar com mais intensidade o encontro pessoal e comunitário com Deus. O arcebispo metropolitano também indicou que os fiéis católicos busquem o Sacramento da confissão, para melhor preparação para a Páscoa. “Reconciliai-vos com Deus, Ele é rico em misericórdia”,afirmou.

Por fim, Cardeal Scherer enfatizou sobre a mensagem da Campanha da Fraternidade deste ano, que de um modo geral convida a todos cuidar bem da natureza. E recordou as palavras do Papa Francisco “nós devemos cuidar bem da nossa Casa Comum para que ela cuide bem de nós”.

dsc_2679_foto_luciney_martins

CF 2017: Biomas brasileiros e defesa da vida

Antes da missa, Dom Odilo concedeu entrevista coletiva à imprensa, para falar da Campanha da Fraternidade. Anualmente realizada pela Igreja no Brasil, no período da quaresma, em sua 53º edição, a campanha da fraternidade também é uma das práticas quaresmais.

Coordenada pela CNBB, a campanha tem o objetivo de despertar a solidariedade dos fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira. Neste ano com o tema “Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida”, com o lema “cultivar e guardar a criação (Gn 2,15).

Aos jornalistas Cardeal Scherer apresentou o tema e lema da CF 2017, que tem como objetivo geral: “Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”.

Dom Odilo recordou que esta é 4º vez que a Igreja do Brasil aborda um tema ambiental. “A Igreja escolheu um tema que fala do respeito a Deus, Senhor da vida e da natureza. Além da dimensão social, de colocar-nos à disposição, que o meio ambiente continue bom para a vida de muitos”.

O Cardeal falou sobre os biomas brasileiros, [bioma quer dizer a vida que se manifesta em um conjunto semelhante de vegetação, água, superfície e animais. Um ambiente também formado por todos os seres vivos de uma determinada região… (Texto-base CF 2017, Introdução)], exemplificando a importância da preservação dos mesmos e da consciência ambiental, sobretudo nas grandes cidades.

Ao final, os jornalistas puderam dirigir perguntas ao arcebispo de São Paulo, que atendeu os profissionais da imprensa individualmente para entrevistas.

coletiva_de_imprensa dsc_2587_foto_luciney_martins_3

 Matéria retirada do site da Arquidiocese de São Paulo

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.